Tributação para coprodução: entenda os impostos da co-produção

Tributação para coprodução - coprodutora fazendo tráfego pelo celular

Você que atua como co-produtor ou planeja entrar para essa área do mercado digital, sabe como funciona a tributação para coprodução?

Entender detalhes sobre a tributação de produtos digitais e o pagamento de impostos na coprodução, é fundamental para ficar em dia com suas obrigações e economizar no pagamento dos impostos, tornando sua atividade mais lucrativa.

Continue conosco e acompanhe esse conteúdo até o final para entender como funcionam os impostos sobre a venda de produtos digitais e porquê vale a pena abrir um CNPJ para atividades de coprodução Hotmart e outras plataformas como Eduzz e Monetizze.

Se preferir, você também pode clicar em um dos botões abaixo e entrar em contato com um contador especialista.

Qual a relação entre coprodutor e infoprodutor?

Antes de apresentarmos detalhes sobre os impostos, é importante que você entenda o que é coprodução e qual a relação entre coprodutor e infoprodutor nos lançamentos digitais e na venda de cursos online, ebooks e outros itens em plataformas como a Hotmart, a Eduzz e a Monetizze.

Infoprodutores: Os infoprodutores são profissionais que investem no desenvolvimento de um ou mais produtos digitais, ou infoprodutos, como também são conhecidos, itens como ebooks, mentorias e cursos online.

Coprodutores: Por sua vez, os co-produtores firmam um contrato de parceria e contribuem para o projeto, seja diretamente na produção dos materiais ou nas atividades de gestão de tráfego, social media e lançamentos, em troca de um percentual sobre as vendas.

Por sinal, tem muita gente por aí, buscando ganhar dinheiro como coprodutor, surgiram inclusive, agências de lançamentos digitais especializadas.

Agora ficou fácil entender como funciona essa relação, não é mesmo? Nos próximos tópicos, vamos conferir, quanto ganha um co-produtor e entender detalhes sobre a tributação para coprodução.

Quanto ganha um co-produtor na parceria de coprodução?

O valor que um co-produtor ganha nas parcerias e nos contratos de coprodução, pode variar muito, uma vez que não há um percentual pré-definido.

Na prática, cabe ao infoprodutor e ao coprodutor negociar esse percentual, que normalmente fica na faixa de 30% ou até mais em alguns casos.

Vale destacar que para selar a parceria de co-produção e não deixar dúvidas para as partes envolvidas, a orientação de uma contabilidade especializada em coprodutores e a elaboração de um contrato de co-produção que cite o percentual de comissão, dentre outros itens, é fundamental.

Hotmart saque: Por falar em ganhos, vale lembrar que o co-produtor Hotmart que atua como pessoa física não enfrenta mais problemas com limite de saque, o que ainda não acontece com as outras plataformas que têm o saque mensal limitado a R$ 1900,00.

No entanto, isso não significa que você que está preocupado com a tributação para coprodução não precise se regularizar e abrir CNPJ.

No próximo tópico, veremos que a tributação para coprodução sobre pessoas físicas é muito maior que a tributação sobre pessoas jurídicas.

Qual a tributação para coprodução na pessoa física e na pessoa jurídica?

Quando o assunto são atividades ligadas ao marketing digital, o apoio de um contador especializado pode fazer toda diferença.

Aqui na Soluzione Negócios Digitais, recebemos inúmeros contatos de pessoas com dúvidas em relação à melhor forma de atuar na atividade de co-produção e o pagamento de impostos.

Diante disso, é importante esclarecer que na maioria dos casos, abrir um CNPJ e atuar como pessoa jurídica é a melhor opção para quem pretende pagar menos impostos.

Não tenha dúvidas, se você busca economia, vale a pena abrir empresa, para fugir da alta carga tributária do INSS, Imposto de Renda e Carnê-Leão para autônomos e pessoas físicas.

Você não vai querer pagar 27,50% de Imposto de Renda, enquanto poderia pagar apenas 6% de impostos, como pessoa jurídica no Simples Nacional, não é mesmo?

Tributação para coprodução no Simples Nacional

De acordo com a legislação em vigor, as atividades de coprodução no Simples Nacional, podem ser enquadradas no Anexo III ou no Anexo V, a depender do Fator R.

No Anexo III, são enquadrados os co-produtores e outros profissionais que prestam serviços no marketing digital, cujas despesas com folha de pagamento são iguais ou superiores a 28% do faturamento.

Como forma de incentivar a contratação de mão de obra, o governo definiu que as alíquotas nesse anexo, iniciam em apenas 6% sobre o faturamento mensal.

Anexo III Simples Nacional

Faixa

Receita em 12 meses

Alíquota

Valor a deduzir

Até 180.000,00

6,00%

De 180.000,01 a 360.000,00

11,20%

R$ 9.360,00

De 360.000,01 a 720.000,00

13,20%

R$ 17.640,00

De 720.000,01 a 1.800.000,00

16,00%

R$ 35.640,00

De 1.800.000,01 a 3.600.000,00

21,00%

R$ 125.640,00

De 3.600.000,01 a 4.800.000,00

33,00%

R$ 648.000,00


Por sua vez, são enquadrados os co-produtores e outros profissionais que prestam serviços no marketing digital, cujas despesas com folha de pagamento são inferiores a 28% do faturamento, são tributados no Anexo V, com alíquota inicial em 15,50%.

Anexo V Simples Nacional

Faixa

Receita em 12 meses

Alíquota

Valor a deduzir

Até 180.000,00

15,50%

De 180.000,01 a 360.000,00

18,00%

R$ 4.500,00

De 360.000,01 a 720.000,00

19,50%

R$ 9.900,00

De 720.000,01 a 1.800.000,00

20,50%

R$ 17.100,00

De 1.800.000,01 a 3.600.000,00

23,00%

R$ 62.100,00

De 3.600.000,01 a 4.800.000,00

30,50%

R$ 540.000,00


Tributação para coprodução no Lucro Presumido

Em alguns casos, um contador especializado pode concluir que a tributação para coprodução no Lucro Presumido é a melhor opção.

No Lucro Presumido, profissionais que decidem abrir um CNPJ para prestação de serviços de co-produção, contam com alíquotas de contribuição que variam entre 13,33% e 16,33% sobre o faturamento.

Na prática, tudo vai depender do município de instalação da empresa, uma vez que no Lucro Presumido para coprodutores, temos 11,33% em impostos federais e uma alíquota que varia entre 2% e 5% em ISS, a depender do município.

Para definir o regime que garante menor tributação na parceria de coprodução, a Soluzione Negócios Digitais, elabora um planejamento tributário, caso a caso. Para saber mais, entre em contato conosco!

Posso abrir um MEI para reduzir a tributação para coprodução?

Muita gente se pergunta: “posso abrir um MEI para reduzir a tributação para coprodução?”

Para a pergunta acima, a resposta é “Não”. A abertura do MEI não é permitida para atividades de marketing digital e coprodução. 

Além disso, vale destacar que o MEI possui limite de faturamento reduzido (R$ 81 mil/ano), o que na maioria dos casos é insuficiente no mercado de negócios digitais, afiliados, infoprodução e coprodução.

Se você já possui um MEI, entre em contato conosco, podemos auxiliar você a migrar de MEI para ME, expandir o seu limite de faturamento e manter a regularidade fiscal da sua empresa.

Agora, se você pretende abrir CNPJ para coprodução e entendeu que não pode ser Microempreendedor Individual, também pode entrar em contato conosco para regularizarmos a sua parceria de coprodução.

Como fazer um planejamento tributário e saber qual o CNAE para coprodutores

Agora que você já sabe que não vale a pena atuar na pessoa física e nem como MEI, é hora de saber como abrir um CNPJ, mas antes de tudo, é necessário saber quais são os CNAES para coprodutores.

Dentro da nossa legislação atual, os coprodutores podem atuar com os seguintes CNAEs:

Para atuar como MEI

  • CNAE 8599-6/04 – Instrutor de cursos gerenciais independente;
  • CNAE 5811-5/00 – Editor(a) de livros independente;
  • CNAE 4761-0/01 – Livreiro independente.

Para atuar como MEI, EPP ou demais

  • CNAE 4761-0/01 – Comércio varejista de livros;
  • CNAE 8599-6/04 – Treinamento em desenvolvimento profissional e gerencial.

Sabendo quais são os CNAES para coprodutores, é hora de contratar uma contabilidade especializada em parcerias de coprodução, clicando no banner abaixo:

A importância da contabilidade para coprodutores

O apoio de uma assessoria contábil especializada é fundamental para profissionais e empresas de marketing digital que buscam:

  • Economia no pagamento de impostos;
  • Cálculo de pró-labore e folha de pagamento;
  • Entrega de declarações e obrigações acessórias em dia;
  • Orientação e consultoria para abertura de empresas;
  • Emissão das guias para pagamento de impostos;
  • Dentre outros itens importantes.

Procurando uma contabilidade especializada em atividades de coprodução? Conte com a Soluzione Negócios Digitais, clique em um dos botões abaixo e entre em contato conosco!

Você quer impulsionar o seu negócio digital?

Em 3 passos simples você entra em contato com nossos especialistas e contrata nossos serviços especializados.